Sujeita às incertezas do acaso

I
Vejo que você continua aqui,
Mesmo depois de ter ido embora.
Permita-se estar, já que veio.

II
Deite-se em meu regaço.
Deixe-me rir da sua cara amassada,
Pegar-lhe a mão e sumir pela estrada.

III
Dói-me te ver assim,
Cansado de tudo.
O silêncio gritava por toda parte
E chorar foi o que restou.

IV
Brisa boa essa que passou aqui,
Tem cheiro de quietude na alma.
Como a alegria de uma flor
Ao receber seus primeiros raios de sol pela manhã.

V
O passado nunca quer ser esquecido,
Ele tenta de todas as formas ser lembrado.
A forma como lidamos com ele muda a visão do presente.
E mais uma vez depois de muitas idas e vindas: você

VI
Que belas árvores a me rodear!
Ter enfim a leveza de poder sentir o vento
Passear pela minha nuca.

VII
Por alguns minutos me vi ser plateia no meio de uma guerra.
Presenciei de perto: luta, falta de caráter e perspectivas.
Dia de muito aprendizado e pavor.

VIII
A melhor prova de amor próprio
É nunca desistir de si mesmo.
Só quem escreve sabe o real valor da escrita.

IX
Um passo de cada vez.
Ver essa grande abóboda celeste
E o tamanho da sua imensidão me enche de esperanças.
O universo me acolhe em seus braços
E tudo em minha volta é paz.

X
Gratidão.

Útero Mãe

corpo-altar

A floresta é minha casa
E a lua é quem me guia
Sou virgem santa
E mãe geradora dos meus filhos

Sou esposa de mim mesma
Sou filha da divina terra
E o meu corpo gera luz

Nas minhas veias correm sangue da mata viva
E é dele que sou nutrida
E meus cabelos são os galhos das árvores

Sou grito e silêncio
Sou luz e escuridão
Sou sorriso e choro
Sou útero que gera e nutre

Sou a delicadeza e a força
Sou ignorância e autoconhecimento
Sou casta e à agonia das minhas dores de parto

Os meus seios são flores
Que abraçam o mundo e o alimentam.
Do céu as estrelas me guiam
E da selva verde eu nasci

Homenagem: Os Evangelhos Gnósticos de Elaine Pagels

A expressão mais alta de aconchego

large

Seja forte
Seja abraçando
Seja alegre
Seja cantando

Seja céu
Seja determinada
Seja dormindo
Seja acordada

Seja feliz
Seja cansada
Seja rezando
Seja amada

Seja mar
Seja dançando
Seja sorrindo
Seja cozinhando

Seja guerreira
Seja flor
Seja jardim
Seja temida
Seja chorando
Seja estrelas
Seja sonhando

Seja sol
Seja nuvem
Seja o que quiser
Seja por todo eterno
E para sempre essa mulher